Tumblr da Bruna Vieira

Esse é um texto pra você que vive no presente, mas tá sempre com um pé no passado e outro no futuro. Esse é um texto, assim como a maioria dos que tenho escrito nas últimas semanas, pra mim. E nem ligo se você sabe o que é eu-lírico.

Pessoal gosta de ficar online. Gosta de buzinar. Gosta de escrever um monte de bobagens e apertar enter. Gosto de contar os dias pra sexta-feita. Tudo bem, eu entendo. Tá todo mundo tão exausto da rotina de trabalho-colégio-vestibular-chefe-fórmuladeBhaskara-política que faz tudo um pouco de sentido. Vamos ser indelicados, vamos inventar web-sentimentos, vamos mandar indiretas ou sei lá, colocar corações depois da mesma frase de sempre. Fica fofinho. Vamos falar sobre o tempo seco nesta manhã de sexta ou talvez perder horas de sono para ler besteiras de alguém que nem importa mais. Vamos aproveitar os minutos de trânsito pra cochilar ou vamos enviar uma mensagem pra compartilhar aquele assunto que você acha ouviu. Vamos, mas vamos logo. O dia só tem 24 horas e agora eu só tenho 3 minutos para publicar esse texto na mesma data que o comecei, dia 30/08/2012.

Quanto informação em um parágrafo só Bruna, onde você quer chegar? Não vale dizer futuro, ou voltar no passado. Não é isso. Esse texto não é disso. Só tô querendo mostrar que até as coisas mais simples estão ficando complicadas. Pra mim? Pra você? Pro mundo. Sei lá, estão.

Vamos tentar desacelerar um pouquinho, vai? Mas não porque a gente quer chegar em algum lugar ou porque tem um carro enorme e barulhento bem atrás querendo passar (ou seria nos atropelar?). Vamos desacelerar simplesmente porque nós costumávamos amar a vista desse ponto da estrada. Porque nós pagamos caríssimo pela gasolina e porque nós adoramos dirigir. Ops, viver.

(Source: depoisdosquinze.com)